Ubi sunt

 

 

meu pai, Gilberto Bernardo, procura por Givanildo Aragão Gomes, o Giba, que a vida sem razão afastou.

Giba, se você ler isso, saiba que nunca meu pai procurou por ninguém. Tios, irmãos, padrasto, ninguém. Mas hoje, tantos anos depois, ele disse meio calado “Foi o único amigo que eu tive”.

Quem escreve é a Juca, que você chamava de Margarida, e de quem você deveria ter sido padrinho.

 

2

Anúncios

Sobre juliana bernardo

Poeta, taróloga e mochileira. Publicou Carta Branca e Vitamina (Patuá, 2011| 2013). Desde 2012, organiza saraus, debates e rodas de conversa sobre escrita e publicação. Coeditou a Coleção Edições Maloqueiristas (2014), que reuniu 26 títulos entre poesia, ficção e teatro marginal. Cursou Filosofia, na USP, e escreve sobre as medicinas da floresta e o candomblé. Também atua como terapeuta de ThetaHealing. Agende sua consulta de Tarot ou TethaHealing! orugidodoleaonaocabenajaula@gmail.com 11 966815823 Ver todos os artigos de juliana bernardo

2 respostas para “Ubi sunt

leu você?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: